"Caro Artur, as batatas fritas belgas são as melhores e sabemos que elas lhe fazem falta. Volte para apreciá-las, temos uma surpresa para si". Este cartão postal da polícia belga -  ilustrado com um saco de batatas fritas e uma cerveja - é dirigido a Artur Nawrocki, procurado por tráfico ilícito de estupefacientes e de substâncias psicotrópicas, e condenado a 15 anos de prisão.

"Caro Farouk, você sabe que a vida é melhor na doce França. Esperamos vê-lo em breve", pode ler-se na missiva postal da polícia francesa para Farouk Hachi, acrescentando: "Nós sentimos a sua falta". O postal segue ilustrado com a torre Eiffel, um croissant e uma garrafa de vinho - para as boas-vindas. Farouk Hachi é o líder de um gangue que cometeu 15 assaltos a bancos, e foi condenado à revelia a 20 anos de prisão em 2009. Supõe-se que viva escondido entre a Bélgica e Luxemburgo.

Pode ver aqui todos os postais que convidam estes criminosos a "voltar a casa". Bulgária, Letónia, França, Suécia, Lituânia, Reino Unido, Eslováquia, Eslovénia, Áustria, Roménia, Polónia, Finlândia, Estónia, Hungria, República Checa, Chipre, Luxemburgo, Espanha, Itália, Croácia e Bélgica. 21 postais, 21 convites (sempre salientando o que cada país tem de melhor), 21 criminosos.

Não se trata de uma brincadeira. Esta é a mais recente campanha da Europol, criada em 1999, e a ideia é chamar à atenção das pessoas, de forma a que estas se familiarizem com o rosto destes criminosos e, dessa forma, possam ajudar as autoridades.

Desde o lançamento da campanha "os mais procurados", em janeiro de 2016, 36 pessoas foram capturadas, 11 delas como consequência direta das informações transmitidas à Europol.

A Europol, liderada por Rob Wainwright, tem como missão ajudar as polícias nacionais a combater a criminalidade internacional e o terrorismo. Com um número de efetivos superior a 900, a agência tem sede Haia, nos Países Baixos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.