No ano passado, 617 escolas secundárias levaram alunos internos a realizar o exame nacional de Português e as notas voltaram a subir: 92,3% dos estabelecimentos conseguiram ter uma média positiva, enquanto no ano anterior a média rondou os 80%.

A Academia de Música de Santa Cecília, em Lisboa, lidera o ‘ranking’ elaborado pela Lusa, tendo levado apenas quatro alunos a exame, cuja média foi de 17,72 valores.

Em 2.º lugar da lista surge um estabelecimento de ensino público: os 23 alunos da Escola Básica e Secundária de Vila Cova, em Barcelos, conseguiram uma média de 17,5 valores.

As escolas privadas ocupam os 20 lugares seguintes da lista, surgindo depois a Escola Secundária de Silves, em Faro, que ocupa o 23.º lugar com uma média de 14,29 valores dos 80 exames realizados pelos seus alunos internos.

A nota média da disciplina que leva mais alunos a exame - mais de 55 mil - foi de 11,84 valores, no ano passado, segundo uma análise realizada pela Lusa tendo em conta apenas os alunos internos que realizaram a prova na 1.º fase.

Os distritos que conseguiram melhores resultados foram Viseu, Porto e Santarém, enquanto as regiões com piores resultados foram Portalegre, Açores e Setúbal.

Notas melhoram a Matemática mas 28% das escolas "chumbam"

As notas no exame nacional de Matemática A melhoraram no ano passado, mas mais de um quarto das escolas ainda teve média negativa, segundo uma análise da Lusa a dados do Ministério da Educação.

No ano passado, 33.244 alunos do ensino secundário realizaram o exame nacional de Matemática A e a média de todas as provas foi de 11,58 valores, o que se revelou uma melhoria em relação ao ano anterior, segundo uma comparação realizada pela Agência Lusa tendo por base dados do Ministério da Educação (ME).

Dos 615 estabelecimentos de ensino onde se realizou a prova, 175 “chumbaram”, já que a média das notas dos seus alunos foi abaixo de 10 valores.

Comparando com o ano anterior, registou-se uma diminuição de escolas com negativa, de 40% para 28,25%.

A escola com melhores resultados volta a ser um estabelecimento de ensino particular, mas o lugar é agora ocupado pelo Colégio Mira Rio, em Lisboa, onde a média dos 10 alunos levados a exame em 2019 foi de 17,45 valores.

Segue-se o Externato Senhora do Carmo, no Porto (17,37 valores), e em 3.º lugar surge a primeira escola pública, com uma média de 17,27 valores: a Escola Básica e Secundária Pedro Alvares Cabral, em Belmonte, Castelo Branco, volta a ser a pública com melhores resultados a Matemática, tendo subido três lugares no ‘ranking’ graças às notas dos quatro alunos que realizaram o exame e conseguiram uma média de 17,27 valores.

Em quarto e quinto lugar aparecem o Colégio Nossa Senhora da Paz, no Porto (17,02 valores), e o Colégio Valsassina, em Lisboa (16,82 valores).

A segunda escola pública mais bem classificada surge em 11.º lugar e é nos Açores. Os sete alunos da Escola Básica e Secundária das Flores, em Santa Cruz das Flores, obtiveram uma média de 16,01 valores.

No entanto, a Região Autónoma dos Açores é a zona do país com piores resultados a Matemática (média de 9,57 valores), numa análise feita pela Lusa tendo em conta as notas por distrito.

Por outro lado, é no distrito com melhor média nacional a Matemática que se encontra a terceira melhor escola pública: a secundária José Falcão, em Coimbra, é a 3.º pública mais bem classificada, surgindo em 35.º do ranking geral, com uma média de 14,87 valores.

Tendo levado 101 alunos a exame, a secundária José Falcão é a quarta melhor a nível nacional, entre estabelecimentos públicos e privados com mais de 100 provas realizadas.

Já no fim da lista, com piores resultados, há seis escolas com médias abaixo dos 5 valores. A média dos cinco alunos da escola Secundária da Baixa da Banheira, em Setúbal, foi de 2,56 valores, muito abaixo da nota atribuída pelos professores pelo trabalho realizado ao longo do ano na escola (11 valores).

Em termos de distritos, Lisboa e Porto lideram em número de provas realizadas, mas Coimbra regista a média nacional mais alta (12,43 valores).

Já com médias negativas, surgem a Região Autónoma dos Açores (9,57 valores), as escolas no estrangeiro (9,57) e Bragança (9,61 valores).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.