“Desde o início das operações terrestres na Faixa de Gaza, os soldados das Forças de Defesa de Israel (FDI) localizaram mais de 800 entradas de túneis subterrâneos do Hamas”, disse o porta-voz militar, citado pela agência Efe, acrescentando que cerca de 500 deles “foram destruídos utilizando vários métodos operacionais”.

“Algumas das entradas dos túneis ligavam locais estratégicos do (movimento radical) Hamas através da rede de túneis subterrâneos”, declarou o exército em comunicado, acrescentando que “muitos quilómetros de túneis foram destruídos”.

O exército disse ainda que “as bocas dos túneis estavam localizadas em zonas civis e algumas mesmo no interior de estruturas civis como escolas, jardins-de-infância, mesquitas e parques infantis”, o que, garantiu o porta-voz, constitui “mais uma prova de como o Hamas utiliza deliberadamente a população civil e as infraestruturas para encobrir as suas atividades terroristas em Gaza”.

Além disso, segundo o porta-voz do exército, as tropas localizaram “grandes quantidades de armas” em alguns túneis.

A guerra entre Israel e o Hamas, que governa a Faixa de Gaza, que teve início em 07 de outubro, continua a ameaçar alastrar a toda a região do Médio Oriente e fez até agora no enclave palestiniano cerca de 15.000 mortos, na maioria civis, e 33.000 feridos, de acordo com o mais recente balanço das autoridades locais, assim como 1,7 milhões de deslocados, segundo a ONU.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.