O Papa chegou, de "papamóvel", às 18:20 à Capelinha das Orações, onde se encontram vários membros da Igreja Católica.

Francisco começou por se dirigir à imagem de Nossa Senhora de Fátima - à qual, momento antes, tinham retirado o vidro protetor - e depositou, aos seus pés, um ramo de flores brancas, um gesto saudado com aplausos pelos milhares de fiéis que se encontram no Santuário de Fátima.

O Papa deteve-se por cerca de oito minutos em frente à imagem, rezando em silêncio, ora de olhos fechados ora mirando a estátua.

Aos fiéis, que gritavam "Viva o Papa" ou "Francisco, Francisco" e aplaudiam, foi pedido que guardassem silêncio, o que foi respeitado pelos milhares que se encontravam no recinto do santuário de Fátima, enquanto vários eclesiásticos acompanharam o Papa na oração.

Após a oração jubilar de consagração, que rezou em conjunto com os fiéis, o Papa ofereceu a terceira Rosa de Ouro ao Santuário de Fátima, outro momento saudado com aplausos.

Durante a cerimónia, Francisco esteve quase sempre virado para a imagem de Nossa Senhora de Fátima, e de costas para o público, com exceção do momento final, quando abençoou os fiéis, voltando-se depois novamente para a estátua.

Por várias vezes, os crentes gritavam "Viva o Papa", "Viva a Nossa Senhora", "Viva Francisco", e aplaudiam.

No final da cerimónia, pouco depois das 18:50, e antes de se dirigir ao ‘papamóvel', cumprimentou algumas crianças que se encontravam na Capelinha das Aparições.

O líder da Igreja Católica percorreu então novamente o recinto, acenando às pessoas, que agitavam bandeiras, estandartes e lenços brancos, para se dirigir, poucos minutos depois das 19:00, à Casa de Nossa Senhora do Carmo, para jantar em privado.

Após o jantar, às 21:30, Francisco preside à cerimónia da bênção das velas e da recitação do terço na Capelinha das Aparições.

O Papa estará hoje e sábado em Fátima para celebrar o centenário das "aparições" de 13 de maio de 1917 e para canonizar os beatos Francisco e Jacinta Marto.

Francisco é o quarto Papa a visitar Fátima. Os anteriores papas que estiveram no maior templo mariano do país, foram Paulo VI (1967), João Paulo II (1982, 1991, 2000) e Bento XVI (2010).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.