Os reis de Espanha chegaram esta tarde a Lisboa no âmbito da visita de Estado de três dias que estão a realizar a Portugal, tendo a sessão de boas-vindas nos Paços do Concelho marcado o primeiro momento na capital, cerimónia na qual o presidente da autarquia, Fernando Medina, considerou que a história e os laços de afeto que unem Portugal e Espanha “só ganham um verdadeiro sentido se estiverem colocados ao serviço da construção conjunta do futuro”.

“Podemos e devemos caminhar em conjunto na reconstrução do projeto europeu através de uma agenda reformista que responda às consequências da crise financeira, às assimetrias geradas pela moeda única, ao imperativo civilizacional de salvar os refugiados”, defendeu Fernando Medina.

Para o presidente da Câmara de Lisboa, os dois países ibéricos “têm um papel central” no debate “entre a abertura e o fechamento, entre a tolerância e o ostracismo, entre o cosmopolitismo e o provincianismo”.

O presidente da Câmara de Lisboa deixou “uma palavra particular de reconhecimento” pelo “referencial de estabilidade política e promotor da imagem de Espanha” que tem sido o rei Filipe VI.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.