Em comunicado, a organização afirma estar a seguir “a diretiva do governo português de 07 de maio que proíbe eventos de grande escala no país até 30 setembro” devido à pandemia da covid-19, revelando que “todos os bilhetes comprados para 2020 permanecem válidos para as novas datas”.

Os promotores abrem também a possibilidade aos clientes de “caso desejem, poderem colocar à venda os seus bilhetes, através de uma plataforma oficial de revenda”.

Segundo o diretor do festival, Obi Asika, citado no comunicado, a organização têm “vindo a trabalhar arduamente numa solução e a estudar todas as possibilidades”, garantindo que o festival terá um alinhamento "ainda mais incrível para 2021”.

Para além dos cabeças de cartaz anunciados para 2020 como “Wizkid, Beenie Man, French Montana, Tory Lanez, Diamond Platinumz e Chronixx”, em 2021 o festival irá contar também com “Burna Boy, Davido, Skepta, Yemi Alade e Mavado”.

Na mesma nota, a presidente da Câmara Municipal de Portimão, Isilda Gomes, refere estar solidária “com a decisão de adiamento deste grande evento”, garantindo partilhar com a organização “a exigência não só na qualidade dos eventos” proporcionado aos visitantes do concelho “como também na segurança dos mesmos”.

A autarca deixa a garantia que “as gentes de Portimão tudo farão para proporcionar experiências inesquecíveis, postais ilustrados que certamente ficarão guardados nas memórias da arte de bem receber.”

Também citado, o presidente do Turismo do Algarve, João Fernandes, saúda “a decisão tomada pela organização do festival”, reforçando que “Portugal tem justamente granjeado o reconhecimento internacional pela capacidade na prevenção e controle da pandemia” considerando esta medida como mais um “contributo dado para reforçar a segurança do destino e a confiança dos turistas”.

Os promotores do evento terminam referindo que irão “aguardar pela legislação que vier a ser aprovada”, garantindo que cumprirão “escrupulosamente a lei portuguesa e todos os direitos dos consumidores”.

Congratulam-se ainda com a hotelaria de Portimão que “garantirá, em 2021, as mesmas condições de estadia e preço a todos os festivaleiros do Afro Nation”.

O Festival Afro Nation Portugal aconteceu pela primeira vez em 2019, na Praia da Rocha, em Portimão, acolhendo mais de 25.000 pessoas oriundas essencialmente do Reino Unido.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.