Artigo atualizado às 08h00 de 1 de novembro


A 12 outubro, reunida em Fátima, a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) pediu que os cemitérios se mantenham abertos nos dias de Todos os Santos e de Todos os Fiéis Defuntos, a 1 e 2 de novembro, desde que salvaguardadas as condições de segurança.

"O Conselho Permanente acha que não é apropriado que se encerre, pura e simplesmente, os cemitérios, mas isso depende do diálogo que decorrer dos párocos, das paróquias e das dioceses com as entidades locais que tutelam os cemitérios", disse na altura aos jornalistas o secretário da CEP, Pe. Manuel Barbosa.

O padre lembrou, todavia, que "não depende da Igreja a gestão da grande maioria dos cemitérios nacionais" e disse que a CEP confia que "as autarquias e entidades que os tutelam saberão interpretar as exigências do bem comum" em contexto de pandemia de covid-19.

Neste âmbito, foi pedido que fosse encontrado "um justo, mas difícil, equilíbrio entre os imperativos de proteger a saúde pública e o respeito pelos direitos dos cidadãos".

Por sua vez, o governo decidiu agir, considerando a habitual movimentação de pessoas no fim-de-semana em causa e o agravamento dos contágios. Desta forma, a partir das 00:00 de 30 de outubro e até às 23:59 de 3 de novembro é proibida a circulação entre concelhos em Portugal continental.

A medida vai travar, em certa medida, as romarias aos cemitérios e consequentes encontros entre famílias. Para que a data seja recordada, o governo decretou ainda o dia 2 de novembro como dia de luto nacional para prestar homenagem "a todos os falecidos", relembrando em particular as vítimas mortais da covid-19.

Contudo, as celebrações católicas nos dias 1 e 2 de novembro continuam a existir e, por isso, a Conferência Episcopal Portuguesa deixou alguns indicações que fiéis e párocos devem considerar:

  • Devem ser consideradas "medidas suplementares de proteção" nos cemitérios: obrigatoriedade do uso de máscaras e o controlo do número de visitantes, em simultâneo, estabelecendo um limite máximo;
  • As celebrações terão lugar nas igrejas e noutros espaços utilizados para o efeito nestes tempos de emergência, cumprindo as regras já estabelecidas;
  • Deve ser considerado o aumento da oferta de celebrações, "sobretudo no dia 2 de novembro, em horários que sejam mais convenientes à comunidade", de forma a evitar grandes aglomerações;
  • É ainda recomendado que os párocos considerem, "em coordenação com as autoridades locais, a possibilidade de celebrar a Eucaristia nos cemitérios";
  • "Quanto às romagens que é costume realizar nos cemitérios", é pedido que estas "se façam com acompanhamento mínimo, respeitando sempre as normas de segurança e de saúde".

Apresentadas as recomendações por parte da Igreja Católica e sabidas as normas implementadas pelo Governo, cabe depois a cada autarquia definir as regras a considerar para os cemitérios de cada concelho.

Por todo o país, são várias as opções: alguns cemitérios vão encerrar totalmente, outros mantêm-se abertos — mas com limitações e diferentes horários. Em comum têm as habituais indicações, aplicadas a quase tudo nos últimos meses: é necessário manter o distanciamento social, higienizar as mãos e cumprir a etiqueta respiratória, utilizando também máscara na presença de outros indivíduos.

Concelhos com cemitérios abertos, mas com limitações

  •  Os cemitérios de Faro vão estar abertos nos dias 31 de outubro e 1 de novembro, mas limitados a um máximo de 50 pessoas em simultâneo com obrigatoriedade do uso de máscara no interior;
  • A Câmara de Castelo Branco anunciou que vai manter o cemitério municipal aberto, ininterruptamente, entre as 8h30 e as 18h00, no período entre os dias 28 de outubro e 4 de novembro. "Vamos manter um controle de fundo, com higienização à entrada do cemitério e distanciamento social", afirmou o autarca José Augusto Alves.
  • O Cemitério Municipal do Fundão vai ter acesso limitado e tempo de permanência condicionado até ao próximo dia 6 de novembro. O município explica que as regras excecionais já estão em vigor, sendo que a entrada será limitada a 100 pessoas em simultâneo e a permanência no interior do cemitério não poderá exceder um período máximo de uma hora. Além disso, a utilização de máscara também será obrigatória, bem como o distanciamento social conforme preconizado pela Direção-Geral da Saúde. A informação especifica ainda que as celebrações religiosas e de homenagem, habitualmente realizadas nos dias 1 e 2 de novembro, foram canceladas.
  • Em Oleiros, no mesmo distrito, o cemitério municipal vai estar aberto no domingo e segunda-feira,entre as 09:00 e as 19:00, com acesso controlado e com proibição de partilha de materiais de limpeza. "O acesso será controlado, não sendo permitidos aglomerados superiores a cinco pessoas, e tendo em consideração que a partilha de equipamentos e materiais de limpeza é proibida", lê-se na nota. Além disso, os visitantes "têm de cumprir a distância mínima de segurança de dois metros, utilizar máscara, desinfetar as mãos e permanecer no interior do cemitério apenas o tempo necessário, num máximo de 30 a 40 minutos".Estas medidas referem-se apenas ao cemitério municipal de Oleiros. Quanto aos restantes cemitérios do concelho que estão a cargo das respetivas Juntas de Freguesia, a Câmara de Oleiros enviou um conjunto de orientações e recomendações sobre o seu funcionamento, "propondo diversas medidas de segurança".
  • Os cemitérios de Viana do Castelo vão estar abertos nos dias 1 e 2 de novembro com limitação de permanência até 30 minutos, lotação definida para cada situação, e sem ajuntamentos com mais de cinco pessoas;
  • Marinha Grande manterá abertos os cemitérios nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro. Nestes dias, estes espaços terão horário alargado das 08h30 às 18h30. A autarquia recomenda o uso de utensílios próprios (baldes, regadores, vassouras, pás, etc.) evitando a partilha dos mesmos e a presença de apenas 2 pessoas por sepultura;
  • Na autarquia de Olhão, o cemitério Municipal de Olhão e o cemitério Municipal 16 de Junho estarão abertos para visitas nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro, com limitação de entradas em simultâneo. Os visitantes só poderão entrar de hora a hora, e com tempo de permanência de 30 minutos (por exemplo: entrada às 09h00 e saída às 09h30; nova entrada às 10h00 e respetiva saída às 10h30, e assim sucessivamente). Será proibida a manutenção e limpeza das sepulturas e jazigos;
  • A Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço informou que vai manter abertos os cemitérios do concelho, "reforçando, no entanto, as medidas preventivas de forma a mitigar o risco de um eventual contágio". Os visitantes poderão entrar das 8h00 às 19h00, mas estão previstas limitações de pessoas: o acesso é limitado a 250 pessoas em simultâneo nos cemitérios de São Salvador do Mundo e Santo Quintino e 200 pessoas no Cemitério de Sapataria. Foi ainda informado que é obrigatória a utilização de máscaras e a desinfeção das mãos à entrada. Para os trabalhos de ornamentação, cada visitante deve levar os seus próprios utensílios;
  • A Câmara de Bragança informou que os dois cemitérios da cidade vão manter-se abertos no Dia de Todos os Santos, com limitação de pessoas e de tempo de permanência. Desta forma, o acesso e permanência nos cemitérios do Toural (velho) e do Santo Condestável vão ter regras entre os dias 31 de outubro e 2 de novembro, com a lotação reduzida a 125 pessoas no primeiro e a 75 pessoas no segundo. O horário será entre as 8h00 e as 18h30 e a ocupação fica limitada "ao máximo de 0,05 pessoas por metro quadrado" e a permanência no local será "pelo tempo estritamente necessário, num máximo de 30 minutos". Além disso, será ainda obrigatória a desinfeção das mãos à entrada dos cemitérios e proibida a "partilha de materiais de limpeza, a não ser que sejam manuseados com luvas";
  • O município de Vila Real decidiu "implementar medidas excecionais" que condicionam o acesso aos cemitérios no fim de semana que inclui o Dia de Todos os Santos, a 1 de novembro. O período de funcionamento dos cemitérios será das 7h30 às 19h00, a entrada estará sujeita a lotação e a permanência não deverá ultrapassar os 30 minutos seguidos. As casas de banho estarão encerradas, é obrigatória a utilização de máscara no interior do cemitério, bem como a desinfeção das mãos. A autarquia informou ainda que é obrigatório o uso de luvas para o manuseamento de baldes, vassouras e outros equipamentos de utilização coletiva e, sempre que possível, será definido um circuito de entrada e saída no respetivo cemitério;
  • Os quatro cemitérios do concelho do Funchal vão estar abertos no próximo domingo, Dia de Finados, mas com limitação do número de entradas, de pessoas de cada família e do tempo de permanência no espaço, anunciou a Câmara Municipal. “Os acessos aos cemitérios serão, assim, limitados em relação ao número de pessoas, através de controlo de entradas, e o tempo de visita será restringido a 20 minutos, assim como a duas pessoas por cada família”, é descrito. No quatro cemitérios existentes no concelho foi estabelecido uma lotação máxima, que no caso do de São Martinho é de 50 pessoas de cada vez, no de São Gonçalo 20 visitantes em simultâneo, no de Santo António 15 e no do Monte apenas 10. A Câmara Municipal salienta que vão ser disponibilizados dispensadores de solução antissética à base de álcool em pontos estratégicos dos cemitérios, de fácil acesso aos utilizadores e colaboradores, e que será obrigatória a utilização de máscara;
  • Os cemitérios da cidade de Seia estão com horário alargado até 01 de novembro, para permitir que os cidadãos possam visitar aqueles espaços que estão sujeitos a restrições impostas pela pandemia causada pela covid-19. Segundo um aviso da Câmara Municipal de Seia, no distrito da Guarda, até sexta-feira o horário de funcionamento dos dois cemitérios da cidade é das 09:00 às 12:00 e das 14:00 às 20:00, e no sábado e no domingo (01 de novembro) das 09:00 às 22:00;
  • Os dois cemitérios municipais do concelho de Loures vão permanecer abertos no dia 01 de novembro, com limite de lotação e de duração de visitas, devido à pandemia da covid-19, anunciou a Câmara Municipal. Em comunicado, a autarquia do distrito de Lisboa informa que os cemitérios municipais de Loures e de Camarate estarão abertos ao público no Dia de Todos os Santos entre as 09:30 e as 17:00, com controlo de entrada e saída de visitantes, para “cumprir a lotação estipulada”, sendo obrigatório o uso de máscara e desinfeção das mãos. No cemitério de Loures, a lotação permitida será de 25 pessoas em simultâneo, enquanto no de Camarate será de 50. “Face ao limite de lotação recomenda-se visitas breves, que não excedam os 20 minutos”, aponta a nota;
  • Os cemitérios de Setúbal estão abertos no próximo fim de semana, em que se assinala o Dia de Finados e de Todos os Santos, mas são proibidos aglomerados com mais de dez pessoas devido à covid-19. Segundo revelou a Câmara de Setúbal, os cemitérios do concelho vão abrir as portas, mas vão ter condições especiais de funcionamento no âmbito da prevenção da covid-19, dado que só será permitida a permanência de duas pessoas por cada campa ou jazigo, exceto se forem coabitantes, e são proibidos aglomerados com mais de dez pessoas;
  • O cemitério de Alcanena  vai estar aberto das 08:00 às 20:00 na sexta-feira, sábado e segunda-feira, sendo o horário alargado até às 22:00 no domingo, anunciou o município. Em comunicado, a Câmara Municipal de Alcanena afirma que, respeitando as orientações da Direção-Geral da Saúde e após aprovação na Comissão Municipal de Emergência e Proteção Civil, foi decidido manter aberto o Cemitério Municipal no período de 30 de outubro a 02 de novembro, “mediante certas restrições”;
  • Os cemitérios em Mafra vão estar abertos entre quinta e segunda-feira, por ocasião do Dia de Todos os Santos e do Dia de Finados, mas com limitações. A permanência no interior dos cemitérios está condicionada a várias medidas excecionais, entre as quais a lotação máxima de cada cemitério, que, no caso do Cemitério Municipal de Mafra, é de 200 pessoas. A utilização destes espaços está condicionada à permanência de um máximo de 30 minutos, ao uso de máscara, ao máximo de duas pessoas por campa ou jazigo e ao cumprimento das regras de etiqueta respiratória e de distanciamento física de dois metros entre pessoas;
  • A Câmara do Cartaxo vai manter abertos os cemitérios do concelho de sábado a segunda-feira, tendo decidido alargar o horário para evitar a concentração de pessoas e garantir o cumprimento das medidas de proteção devido à pandemia da covid-19. Sublinhando que as medidas “decorrem da avaliação da situação epidemiológica no concelho”, o município afirma que, além do alargamento do horário dos cemitérios (das 08:30 às 18:30), é feito um apelo para que a população se desloque àqueles espaços para homenagear os entes queridos ao longo da semana, evitando “contribuir para ajuntamentos que colocam em causa a própria saúde”. A entrada no cemitério estará condicionada a uso de máscara, desinfeção das mão, distanciamento físico, limite de duas pessoas junto de cada campa, no “tempo estritamente necessário”, proibição da partilha de objetos como baldes, regadores, vassouras e outros equipamentos de limpeza e manutenção;
  • O cemitério de José Luís Ferreira vai estar aberto, mas são proibidos aglomerados devido à covid-19. Em comunicado, o município alentejano alerta que “devem ser evitados” aglomerados de pessoas no interior e no exterior do cemitério, mas não estipula um número máximo para o efeito. Para evitar a propagação da covid-19, a Câmara de Portalegre sublinha que é “obrigatório” o uso da máscara no interior do cemitério e que as regras de distanciamento social e etiqueta respiratória devem ser “escrupulosamente cumpridas”. “Pede-se especial atenção às famílias no sentido de limitarem ao máximo o número de pessoas que permanecem junto de cada campa”, refere a nota. O município refere que, em função da evolução da situação epidemiológica, estas medidas podem vir a ser alteradas;
  • Cemitério de Estremoz, em Évora, vai estar aberto com restrições, que se estendem aos mercados da cidade que decorrem no sábado, devido à pandemia de covid-19, revelou hoje a câmara municipal. De acordo com as limitações determinadas pela autarquia, a entrada no cemitério fica limitada a 30 pessoas em simultâneo, a permanência máxima é de 30 minutos por pessoa, o uso de máscara ou viseira de proteção é obrigatório, deve ser mantido o distanciamento social e o município aconselha a higienização frequente das mãos e adoção de regras de etiqueta respiratória;
  • O cemitério da vila de Celorico da Beira vai estar aberto no próximo fim de semana, no horário das 08:00 às 17:00, mas com regras, devido ao agravamento da situação pandémica causada pela covid-19. O município de Celorico da Beira estabeleceu regras excecionais de acesso e permanência no cemitério municipal que incluem a utilização obrigatória de máscara no interior do recinto, a desinfeção das mãos à entrada, a manutenção da distância física de dois metros e o cumprimento das regras de etiqueta respiratória, entre outras. A autarquia refere que prestará apoio no controlo dos acessos, para evitar aglomerados no interior do cemitério e às pessoas dos grupos mais vulneráveis (crianças, idosos, grávidas e pessoas com imunossupressão ou com doença crónica) pede que não se desloquem ao recinto;

  • Os dois cemitérios municipais da cidade de Gouveia, no distrito da Guarda, vão estar abertos no sábado e no domingo, mas com restrições, para minimizar os efeitos da propagação da pandemia causada pela covid-19, foi hoje anunciado. O município de Gouveia adianta em comunicado que os cemitérios vão funcionar entre as 08:00 e as 17:30 (encerrando para almoço das 12:30 às 13:30) e terão uma lotação máxima de 50 pessoas no seu interior. A fonte refere ainda que estarão presentes dois funcionários do município “para controlo e gestão de entradas e saídas dos visitantes” nos cemitérios, onde é obrigatória a desinfeção das mãos na entrada e saída, a utilização de máscara, cumprir com as regras da etiqueta respiratória e manter o distanciamento físico de pelo menos dois metros entre as pessoas;

  • O cemitério municipal de Pinhel vai estar aberto entre sexta-feira e segunda-feira, das 08.00 às 19.00, mas com entradas controladas, tendo em conta a declaração do estado de calamidade devido à pandemia causada pela covid-19. Segundo a autarquia de Pinhel, a permanência em simultâneo vai estar limitada a 100 pessoas, “devendo estas cumprir as regras de higienização das mãos à entrada, uso de máscara e distanciamento físico no interior do cemitério”. “Para evitar que as pessoas se cruzem, haverá uma entrada e uma saída diferenciadas. A entrada será controlada por uma equipa de segurança, responsável pela contabilização das pessoas, havendo dispensadores de álcool gel à entrada e à saída”, remata a fonte;

  • O cemitério municipal da cidade de Mêda vai estar aberto no sábado e no domingo, das 08:00 às 18:00, mas com regras para evitar a propagação de contágios por covid-19, anunciou a autarquia. O presidente da Câmara Municipal, Anselmo Sousa, publicou um edital onde estabelece que “deverá ser respeitada a lotação máxima de 100 pessoas no interior do cemitério”, cujo acesso será controlado por funcionários do município. Ainda de acordo com a nota, entre outras medidas a ter em conta, é obrigatória a desinfeção das mãos na entrada e saída do cemitério e a utilização de máscaras durante a permanência no recinto, onde deverá ser respeitado o limite de três pessoas por cada sepultura;

  • O cemitério municipal de Vila Franca de Xira vai estar aberto nos dias 1 e 2 de novembro , entre as 09h00 e as 17h00, informou a Câmara Municipal. Apesar de o cemitério manter o seu normal funcionamento, será necessário “cumprir escrupulosamente as regras e orientações emanadas do Governo e da Direção-Geral da Saúde no âmbito da prevenção da covid-19, designadamente o uso de máscara, distanciamento social e higiene”. A decisão do funcionamento dos outros cemitérios compete às juntas de freguesias, entidades gestoras destes equipamentos;

  • Os cemitérios de Ponte de Sor vão estar abertos, mas só entre as 08h00 e as 17h00, exceto para funerais, sendo proibidos ajuntamentos de mais de cinco pessoas devido à pandemia de covid-19. A restrição do horário de abertura dos cemitérios vai vigorar entre sexta e terça-feira, o que inclui os dias 1 e 2 de novembro. O afastamento de dois metros entre cada pessoa, exceto se forem do mesmo agregado familiar, e a permanência de duas pessoas, “no máximo”, por campa/jazigo, exceto também se forem coabitantes, são outras das medidas adotadas, tal como a obrigatoriedade do uso de máscara e a higienização das mãos à entrada, entre outras;

  • O Município de Pombal mantém em funcionamento os cemitérios sob a sua jurisdição, no sábado e no domingo, assegurando, no entanto, as normas de segurança emitidas pela Direção-Geral da Saúde, quer no interior, como nas entradas e saídas. “No cemitério municipal de Pombal o tempo máximo de permanência das pessoas no seu interior será de 30 minutos, sendo a limitação máxima permitida em simultâneo de 400 pessoas, na zona antiga, e 150 na zona nova. Será permitida a presença no máximo de duas pessoas junto a cada sepultura”, refere a câmara numa nota de imprensa;

  • O município de Coimbra anunciou que o horário do cemitério da Conchada, de gestão municipal, foi alargado a partir de hoje e até segunda-feira, funcionando entre as 08:00 e as 18:00, para evitar ajuntamentos neste período. A autarquia apela à permanência no interior do cemitério de 30 minutos no máximo, para permitir que todos possam efetuar a sua visita e homenagem. O município exorta também os visitantes a respeitarem as regras de proteção individual e distanciamento físico mínimo de dois metros e a não partilharem utensílios e ferramentas, como regadores, baldes, tesouras e vassouras, entre outros;
  • A Câmara da Amadora, no distrito de Lisboa, vai reforçar a segurança do cemitério municipal, entre 31 de outubro e 2 de novembro, devido à pandemia, funcionando com controlo de entrada e saída de visitantes, anunciou hoje a autarquia. O cemitério vai funcionar das 08:00 às 18:00, com frequência limite de 20 minutos e número máximo de duas pessoas por sepultura, ossário e jazigo. Poderá estar apenas uma pessoa por gavetão e/ou columbário. Além do uso obrigatório de máscara e desinfeção das mãos, será medida a temperatura aos visitantes à entrada e proibida a partilha de materiais de limpeza;
  • Os cemitérios municipais do concelho de Beja vão estar abertos entre sábado e segunda-feira, mas com várias regras devido à pandemia de covid-19, como o uso obrigatório de máscara e limite de pessoas em simultâneo por campa/jazigo. Limite de duas pessoas em simultâneo por campa/jazigo, circuitos específicos de entrada e saída, obrigatório desinfetar as mãos à entrada e usar máscara no interior e permanência nos cemitérios durante "o menor tempo possível" são as regras nos cemitérios administrados pela Câmara de Beja, precisou o autarca;
  • Os dois cemitérios da cidade de Évora vão estar abertos entre sábado e segunda-feira, mas com várias regras devido à pandemia de covid-19, como um máximo de 80 pessoas em simultâneo em cada um. O horário de funcionamento dos dois cemitérios urbanos deste concelho alentejano foi alargado e vai ser ininterrupto, “entre as 08:00 e as 17:00, por forma a facilitar uma maior fluidez das visitas”. As visitas terão um máximo de 30 minutos;
  • O cemitério municipal de Montemor-o-Velho, no distrito de Coimbra, vai manter-se aberto, desde que cumpridas as medidas excecionais de funcionamento deste espaço, anunciou a câmara. As medidas contemplam a lotação máxima de 250 pessoas, sendo que no domingo e segunda-feira o cemitério estará aberto das 08:00 às 12:00 e das 13:00 às 17:00. As visitas não devem ultrapassar os 30 minutos.

  • Quanto aos Açores, não foram emitidas quaisquer indicações de alterações no funcionamento dos cemitérios.
créditos: PAULO NOVAIS / Lusa

Concelhos com cemitérios encerrados

  • Gondomar encerra cemitérios entre 30 de outubro e 2 de novembro;
  • Guimarães e Esposende encerram cemitérios dia 1 de novembro;
  • Porto e Vizela encerram cemitérios nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro;
  • Guimarães, Estarreja e Póvoa de Varzim encerram cemitérios nos dias 31 de outubro e 1 de novembro;
  • Braga encerra cemitérios nos dias 1 e 2 de novembro;
  • O cemitério municipal de Vila Nova de Famalicão vai estar encerrado em 31 de outubro e 1 de novembro. Para minimizar as consequências da medida e possibilitar o acesso das pessoas, a Câmara vai prolongar o horário de abertura de verão do cemitério municipal até ao dia 08 de novembro, o que significa que pode ser visitado diariamente (com exceção dos dias 31 de outubro e 1 de novembro) entre as 7h00 e as 20h00;
  • Matosinhos encerra cemitérios nos dias 31 de outubro e 1 de novembro. Contudo, para possibilitar que as pessoas prestem homenagem aos seus familiares sepultados, o município decidiu alargar o horário dos 14 cemitérios nos dias 28, 29 ,30 de outubro e 2 de novembro, abrindo das 07h00 às 20h00;
  • Murtosa encerra cemitérios nos dias 1 e 2 de novembro. É assegurado o funcionamento dos cemitérios de 26 a 31 de outubro, “por forma a possibilitar o arranjo e embelezamento das sepulturas e a homenagem por parte de familiares e cuidadores”, mediante determinadas condições;
  • O cemitério municipal de Oliveira de Azeméis e o de Cucujães, ambos em Oliveira de Azeméis, distrito de Aveiro, vão estar encerrados ao público. O primeiro estará encerrado nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro e o segundo fecha logo no dia 30;
  • Os cemitérios do concelho da Maia vão estar fechados de sábado (31) a segunda-feira (2) e vão ser tomadas “outras medidas para, se possível, evitar novos confinamentos obrigatórios” .

Portugal Continental entrou às 00:00 de quinta-feira da semana passada em situação de calamidade, devido ao aumento do número de casos de covid-19, com novas regras restritivas para travar a expansão da pandemia. A situação de calamidade vai manter-se, pelo menos, até 31 de outubro, altura em que o Governo fará uma reavaliação.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.