O ex-espião duplo, de nacionalidade russa, continua em estado crítico, segundo as mesmas fontes.

A Salisbury NHS Trust, entidade que supervisiona o hospital onde Yulia e Serguei Skripal, de 66 anos, estão internados, indicou que a mulher, de 33 anos, está “a melhorar rapidamente e já não se encontra em estado crítico”.

“O seu estado de saúde é agora estável”, referiu a entidade hospitalar.

A diretora-clínica da unidade, Christine Blanshard, precisou, citada pela agência norte-americana Associated Press (AP), que Yulia “respondeu bem ao tratamento, mas que continua a receber cuidados médicos 24 horas por dia”.

No passado dia 04 de março, Yulia Skripal e o seu pai, um ex-espião duplo de origem russa, foram encontrados inconscientes em Salisbury, no sul de Inglaterra.

As autoridades britânicas afirmaram que os dois foram envenenados com um agente neurotóxico de tipo militar e responsabilizaram a Rússia pelo incidente que classificaram como um ataque.

Moscovo nega qualquer envolvimento no ataque, que já provocou uma grave crise diplomática entre a Rússia e o Ocidente.

O caso Skripal já deu origem a uma ação concertada de 27 países, entre os quais dois terços dos Estados membros da União Europeia (UE) de expulsão de diplomatas russos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.