O procedimento de avaliação do projeto do grupo russo Rosatom, realizado há vários anos pela empresa finlandesa-russa Fennovoima, “foi proposto pelo Ministério da Defesa finlandês”, precisou Sanna Marin, numa conferência de imprensa dedicada à crise na Ucrânia e às sanções europeias contra a Rússia.

Na segunda-feira à noite, o Presidente russo, Vladimir Putin, assinou um decreto reconhecendo as autoproclamadas repúblicas de Lugansk e de Donetsk, no Donbass (leste da Ucrânia), e ordenou a mobilização do exército russo para “manutenção da paz” naqwueles territórios separatistas pró-russos.

Desde 2014, quando a Rússia anexou a península ucraniana da Crimeia, depois da queda do Governo pró-russo em Kiev, e elaborou um referendo sobre o regresso do território à Federação Russa, que são registados conflitos com separatistas pró-russos no leste do país.

A decisão de Putin foi condenada pela generalidade dos países ocidentais.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.