“Serão rosas brancas que serão colocadas na capelinha e no andor”, afirmou aos jornalistas Ana Rita Santos, da secção de Arte e Património do Serviço de Estudos e Difusão do Santuário de Fátima, explicando que se privilegiou a rosa porque “é, obviamente, a flor de Nossa Senhora de Fátima” que “neste lugar tem um símbolo especial”.

Já no altar, “lugar principal onde o Santo Padre estará, vão ser colocados frisos de flores”, assim como na escadaria e nalguns pontos específicos, exemplificando “junto do ambão e do círio pascal”.

Já nos túmulos dos futuros santos, Francisco e Jacinta Marto, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, “a ornamentação será a habitual”.

A responsável esclareceu que neste momento há uma equipa de voluntários formada para ornamentar os espaços do santuário.

“Este grupo de 30 voluntários pertencem à Associação de Floristas e Decoradores de Portugal e provêm de vários pontos do país”, referiu Ana Rita Santos.

A coordenadora esclareceu que “esta associação contactou o santuário e disponibilizou-se para colaborar de forma voluntária”.

“O santuário entendeu que, tendo em conta que a equipa do santuário está toda com muito trabalho, seria um ótimo contributo podermos contar com floristas profissionais que estarão aqui”, justificou.

Ana Rita Santos acrescentou que “algumas flores são oferta, outras flores foram adquiridas pelo santuário”, mas sem indicar a quantidade que será utilizada nos vários espaços do maior templo mariano do país.

A responsável referiu que se privilegiou para a peregrinação internacional aniversária de 12 e 13 de maio “a flor nacional, mas algumas também vieram de fora”, salientando que “todos os espaços litúrgicos do santuário serão ornamentados” e não apenas aqueles onde estará o papa Francisco, porque “todos os espaços serão visitados por peregrinos que merecem esse cuidado estético”.

“Tentamos sempre que haja algo de diferente [na ornamentação das flores], portanto, eu espero que surpreenda”, declarou, explicando que o Santuário de Fátima, como anfitrião desta visita, teve o cuidado de usar “o branco e o amarelo que são as cores do Vaticano”.

Francisco será o quarto papa a visitar Fátima e vai presidir ao centenário dos acontecimentos na Cova da Iria.

Os anteriores papas em Fátima foram Paulo VI (1967), João Paulo II (1982, 1991, 2000) e Bento XVI (2010).

O papa presidirá no sábado à cerimónia de canonização dos beatos Francisco e Jacinta Marto, os mais jovens santos não-mártires.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.