“O empenhamento será através de uma fragata, no Mediterrâneo, com o objetivo de contribuir para a proteção anti-submarina” do porta-aviões francês Charles de Gaulle, disse o porta-voz da Marinha.

A missão decorrerá em março durante cerca de 20 dias, na operação designada “Grupo Aeronaval Charles de Gaulle 2019″, que será o primeiro empenhamento operacional daquele porta-aviões desde 2016.

Segundo a Marinha, a operação visa “contribuir para o esforço internacional em teatros de operações específicos, estreitar o relacionamento militar com a Marinha francesa” e contribuir para a segurança marítima no mar Mediterrâneo.

A participação naquela operação militar, a convite da França, obteve hoje o parecer favorável do Conselho Superior de Defesa Nacional.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.