Os entrevistados em França (58%) e no grupo de países Bélgica, Holanda e Luxemburgo (55%) são também os menos favoráveis ao acolhimento de migrantes e refugiados.

Segundo o estudo, realizado para o site francês Atlantico, apenas 25% dos belgas e holandeses e 26% dos franceses e italianos consideram que há "mais vantagens do que desvantagens" em pertencer à UE, contra 40% dos franceses, 37% dos belgas, holandeses e italianos, que são de opinião contrária.

No que toca aos britânicos, que votam a favor ou contra a permanência na UE em junho, 36% acreditam ser mais vantajoso pertencer à União, enquanto 40% defendem que existem mais desvantagens.

Por outro lado, 42% dos alemães e 54% dos espanhóis defendem a UE. Sobre a questão dos migrantes e refugiados, "particularmente os da Síria", os franceses (58%), os belgas e holandeses (55%) e britânicos (51%) são os mais resistentes ao acolhimento destas pessoas nos seus países. 69% dos espanhóis, 67% dos alemães e 57% dos italianos acreditam que os seus países devem receber os refugiados.

Este inquérito foi realizado online de 9 a 15 de fevereiro, com uma amostra de 800 pessoas com 18 anos ou mais para cada país da área levada em consideração.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.