“Temos desvios que vão estar devidamente sinalizados e que nos permitem ter diversas soluções de alternativa para minimizar os impactos negativos”, contou Eduardo Vítor Rodrigues aos jornalistas, à margem da primeira reunião do executivo municipal após as eleições autárquicas de setembro.

A partir de hoje é suprimida uma faixa de rodagem automóvel no sentido norte no acesso ao túnel de Santo Ovídio, em Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto, devido às obras de prolongamento da Linha Amarela, anunciou a Metro do Porto, no domingo.

Num comunicado publicado na sua página no Facebook, a empresa dá ainda conta de que o acesso ao túnel da Rotunda de Santo Ovídio continua condicionado.

Ciente de que qualquer solução alternativa minimiza, mas não resolve os problemas de trânsito que vão acontecer, o autarca socialista pediu compreensão às pessoas alertando para o facto da empreitada ser “absolutamente decisiva”.

A obra é de tal importância que justifica os sacrifícios que vão ter de ser feitos durante o decorrer da obra, afirmou.

Neste momento, acrescentou, Gaia está a padecer das dores do crescimento, tendo um conjunto de investimentos em simultâneo que, por razões alheias, vieram na mesma altura.

A obras de prolongamento da Linha Amarela e a construção da Linha Rosa representam no total um acréscimo de seis quilómetros e sete estações à rede de metro do Porto e um investimento total superior a 400 milhões de euros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.