Em comunicado, a GNR adiantou que, na primeira situação e no âmbito de uma ação de fiscalização destinada ao controlo das regras de captura, desembarque e comercialização de pescado fresco, os militares detetaram, no recinto do porto de pesca de Matosinhos, uma embarcação com 427 quilos de sardinha que não tinha sido registada no Diário de Pesca Eletrónico (DPE).

Por esse motivo, a GNR identificou um homem, de 40 anos, e elaborou um auto de contraordenação, cuja infração é punível com uma coima que pode chegar aos 25.000 euros.

Já no segundo caso, a GNR não conseguiu verificar a origem e rastreabilidade de 950 quilos de sardinha, na sequência da qual elaborou um auto de contraordenação cuja multa pode ir até aos 37.500 euros.

A sardinha apreendida, depois de submetida à verificação higiossanitária, foi entregue a várias instituições de solidariedade social, sublinhou esta força policial.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.