Segundo um comunicado da GNR, o pescado foi apreendido na passada quinta-feira pelo facto de “não possuir o peso mínimo exigido para a sua comercialização”.

Na mesma nota, a GNR salienta que “a principal medida de gestão defendida pelos estudos científicos realizados é a adoção e respeito de pesos e medidas mínimas de captura, que tem como principal objetivo permitir o crescimento e reprodução dos exemplares das espécies em causa”.

Foi identificado um homem, de 60 anos, e elaborado o respetivo auto de contraordenação, estando o pescado a aguardar análise veterinária para definir o seu destino final.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.