Durante o Boom Festival, que decorreu em Idanha-a-Nova, entre os dias 16 e 29 de julho, a GNR realizou a Operação "Egitânea" que incluiu diversas ações de controlo e fiscalização, nomeadamente, nas vias rodoviárias de acesso ao evento bienal.

"Destas ações, foram fiscalizadas 996 pessoas, resultando na detenção de 46 pessoas por tráfico de estupefacientes, levantados 85 autos de contraordenação por consumo de estupefacientes, 31 por infrações ao Código da Estrada e apreendidas 8.498 doses de droga", explica em comunicado a GNR.

De entre os estupefacientes apreendidos destacam-se 2.960 doses de haxixe, 1.982 doses de MDMA/Ecstasy, 1.812 doses de anfetaminas, 814 micro-selos de LSD, 466 doses de liamba, 348 doses de cocaína, 113 doses de cogumelos e três doses de crack.

Os militares apreenderam ainda duas balanças de precisão, um bastão em madeira com pregos na ponta e 9.612 euros em numerário.

Durante a operação "Egitânea", o Comando Territorial de Castelo Branco foi reforçado com efetivos dos Comandos Territoriais de Coimbra, Portalegre, Santarém, Viseu e da Unidade de Intervenção da GNR, sendo que estiveram envolvidos 761 militares das diversas valências operacionais.

Operação "Lua Cheia". PJ detém 23 pessoas por tráfico de droga no Boom Festival
Operação "Lua Cheia". PJ detém 23 pessoas por tráfico de droga no Boom Festival
Ver artigo

Numa outra ação conjunta entre a Polícia Judiciária (PJ) e a GNR de Castelo Branco, a operação "Lua Cheia", foram detidas 23 pessoas no interior do recinto do Boom Festival, por alegado tráfico de droga e apreendido um vasto leque de estupefacientes.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.