"Um militar da GNR, que se encontrava de folga, detetou [na terça-feira] um indivíduo a atear fogo, com recurso a um isqueiro, à vegetação seca de uma propriedade privada, junto a uma área residencial e comercial, sendo de imediato detido pelo militar, o qual acionou também os meios de combate ao incêndio", lê-se num comunicado da autoridade policial enviado à Lusa

Segundo a GNR, o sujeito foi constituído arguido e sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência.

Os factos foram remetidos ao Tribunal de Fafe.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.