Elisabeth Borne era apontada pelos media franceses como a favorita do presidente, Emanuel Macron, para suceder a Jean Castex, que apresentou a sua demissão esta segunda-feira.

"O presidente da República nomeou Elisabeth Borne primeira-ministra e encarregou-a de formar um Governo", anunciou a Presidência francesa.

A nova primeira-ministra, de 61 anos e que vem do campo socialista, já ocupava o cargo de ministra do Trabalho, do Emprego e da Integração, e chegou a ser também ministra da Ecologia durante o anterior mandato de Macron (2017-2022).

A última (e primeira) mulher a liderar o executivo francês foi Édith Cresson, que governou durante pouco menos de um ano, entre maio de 1991 e abril de 1992, durante a presidência de François Mitterrand.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.