“Houve uma apreensão [do secretário-geral da Fenprof], que se compreende perfeitamente, mas a grande questão é que não podemos enganar e iludir os professores”, afirmou Jerónimo de Sousa, em Montemor-o-Novo, no distrito de Évora.

O líder comunista falava aos jornalistas no final de um almoço na Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos de Montemor-o-Novo, a primeira paragem de um périplo que o vai levar ainda hoje a Mora, Arraiolos e Vendas Novas, no mesmo distrito.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.