“Os CRI já estão a ser implementados. Existe um modelo legal que permite a sua criação e já existem mais de 40 em todo o país, em vários hospitais e nas mais diversas localizações e especialidades”, afirmou o governante.

Estes centros são estruturas dependentes dos conselhos de administração dos hospitais, mas assumem compromissos de desempenho assistencial, económico e financeiro — como acontece com as Unidades de Saúde Familiar -, e, além de ajudarem a reformar o Serviço Nacional de Saúde são mais atrativos para fixar os profissionais, que recebem incentivos financeiros pelo desempenho.

O responsável pela tutela da Saúde, que falava aos jornalistas no final da sessão de encerramento do “SNS Summit — Centros de Responsabilidade Integrados”, salientou que é preciso desenvolver este modelo para uma prestação de cuidados mais diferenciados.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.