Fonte oficial do gabinete do primeiro-ministro disse à Lusa que “o Governo não fala sobre o assunto”. O Ministério da Defesa também “não faz comentários” sobre o tema, segundo afirmou fonte autorizada.

O vice-almirante Gouveia e Melo foi apontado ontem, pela TSF, como o homem escolhido para substituir o almirante Mendes Calado à frente da Marinha e que a decisão do Governo já teria sido comunicada a este.

Em setembro passado, a indicação de fonte oficial de que o ex-chefe da task-force iria ser proposto para CEMA foi adiada pelo Presidente da República, que considerou não ser “o momento adequado” para a sua substituição.

A situação criou uma ‘mini-crise’ entre o Governo e a Presidência da República, tendo havido uma reunião de urgência, em Belém, entre o primeiro-ministro, o ministro da Defesa e o Presidente.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.