São esperados mais de cem mil manifestantes na greve climática, segundo estimativas do ‘site’ oficial do movimento “FridaysForFuture”, e os protestos vão servir para convencer o máximo de pessoas a ir à COP25, que se inicia em Madrid na segunda-feira.

Em Portugal, estão previstas greves em Lisboa, Porto, Coimbra, Santarém, Portalegre, Évora e Vila Nova de Santo André (Santiago do Cacém), abaixo da participação em edições anteriores, o que é justificado pela organização com o aviso tardio para o protesto.

Em Lisboa, está programada uma manifestação, que começa de manhã no largo Camões e termina na Assembleia da República.

A COP25, que se irá realizar entre 2 e 13 de dezembro, vai contar com a presença de Greta Thunberg, a jovem ativista sueca que em 2018 começou a faltar às aulas para protestar, junto ao parlamento sueco, contra a inação dos políticos em questões ambientais.

Antes de se deslocar a Madrid, a ativista passa por Lisboa.

Desde agosto de 2018, já participaram na greve climática jovens de 6,6 mil cidades de 223 países, segundo o ‘site’ oficial do movimento.

No total, já se realizaram 63 mil greves climáticas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.