Em entrevista à agência de notícias Associated Press (AP), Guterres disse que “os riscos são enormes e é preciso que o mundo esteja preparado”.

O líder das Nações Unidas lembrou que a disseminação do vírus em países com “serviços de saúde com menos capacidade” exigiria muita solidariedade internacional.

O Egito anunciou recentemente o primeiro caso confirmado do vírus, aumentando o medo da propagação da epidemia no continente africano.

O surto da doença, a que a Organização Mundial de Saúde chamou Covid-19, já infetou mais de 73.000 pessoas em todo o mundo, sendo que, só hoje, a China registou 1.886 novos casos e mais 98 mortes.

Desta forma, o número de mortes na China continental causadas pelo coronavírus cresce para 1.868 enquanto o número total de casos confirmados sobe para 72.436.

As viagens de e para a região central da China, a mais atingida pela epidemia, foram consideradas como a razão dos casos iniciais de Covid-19 confirmados no estrangeiro.

Entretanto, o Japão, Singapura e a Coreia do Sul identificaram novos casos que não têm ligações claras à China ou a doentes já conhecidos.

O secretário-geral da ONU está no Paquistão, numa visita que inclui a participação numa conferência sobre 40 anos de refugiados do Afeganistão, devastado pela guerra.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.