O furacão, que atingiu o Haiti a 04 de outubro, causou 546 mortos e 175 mil deslocados, segundo a Proteção Civil.

O autarca de Les Cayes, Gabriel Fortuné, confirmou o incidente e apelou à população para manter a calma.

Habitantes da zona incendiaram pneus em protesto por esta morte, que atribuem à polícia.

Não foram facultadas mais informações sobre as circunstâncias em torno do incidente.

Trata-se da segunda morte durante a distribuição de ajuda humanitária, depois de, há cerca de uma semana, uma adolescente também ter morrido e de outras três pessoas terem ficado feridas por disparos da polícia na localidade de Dame Marie, também no sudoeste do país.

A polícia afirmou na altura que o incidente ocorreu quando a distribuição da ajuda ficou fora de controlo devido à desordem das pessoas.

A passagem do furacão Matthew pelo Haiti exacerbou uma epidemia de cólera que assola aquela nação caribenha.

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) alertou recentemente que a segurança alimentar de 800 mil haitianos se encontra ameaçada, dado que o furacão devastou a maior parte dos cultivos do país.

“A temporada de plantio de inverno aproxima-se rapidamente. Os produtores agrícolas perderam tudo. Se não agirmos agora para lhes proporcionar sementes, fertilizantes e outros materiais que precisam, não poderão semear e deparar-se-ão com uma persistente insegurança alimentar”, disse, no final do mês passado, o representante da FAO no Haiti, Nathanaël Hishamunda.

Segundo dados do Programa Alimentar Mundial (PAM), do Governo do Haiti e da FAO, a situação é especialmente grave na costa sul do país, onde o furacão ‘tocou terra’.

Na semana passada, o ministro da Economia e Finanças haitiano, Yves Romain Bastien, estimou os danos materiais causados pelo Matthew em 1.890 milhões de dólares.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.