As nomeações acontecem apesar das restrições impostas às mulheres sauditas, num país ultraconservador e que vive sob um rígido sistema islâmico. Rania Mahmoud Nashar e Sarah al-Suhaimi foram nomeadas para ficar à frente de importantes instituições financeiras na Arábia Saudita.

O Samba Financial Group anunciou a chegada de Rania Mahmoud Nashar ao cargo de presidente executiva do banco. Assume a posição três dias após Sarah al-Suhaimi ter sido nomeada para liderar o Conselho de Administração da bolsa saudita, conhecida como Tadawul, a mais importante do médio-oriente. Desta forma, al-Suhaimi acumula mais um cargo, já que também é presidente do NCB Capital, o departamento de investimentos do National Commercial Bank.

A Arábia Saudita é o único país do mundo que proíbe as mulheres de conduzirem e onde devem ter a permissão de um familiar - pai, marido ou irmão - para exercer uma atividade profissional, estudar ou viajar para fora do país.

Nos últimos anos, a Arábia saudita tem dado importantes passos quanto aos direitos das mulheres: em 2015, as mulheres passaram a ter direito de voto e puderam concorrer às eleições municipais que se realizaram nesse ano. É uma luta interna num país onde grande parte das homens costumam opor-se a incentivos da emancipação feminina.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.