Em comunicado, a PJ explica que a vítima é do sexo feminino e tem, atualmente, nove anos de idade.

O homem é vizinho da vítima e, "aproveitando-se da proximidade e da confiança que a criança depositava em si, submeteu a mesma a inúmeros atos sexuais de relevo, com uma frequência quase diária", lê-se no comunicado.

A investigação apurou que os atos criminosos decorriam desde 2018, prolongando-se até à data em que a família tomou conhecimento, em setembro.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.