A mesma fonte indicou à agência Lusa que o alegado homicídio ocorreu cerca das 13:30, quando o alerta foi dado por uma funcionária da instituição, via 112, tendo o óbito sido declarado no local.

A vítima foi “esfaqueada”, sofreu “cortes no pescoço” e quando os militares da GNR chegaram ao local “já estava cadáver”, adiantou.

“O suspeito confessou a autoria do homicídio, tendo sido detido pela Guarda”, segundo a mesma fonte.

A Polícia Judiciária foi chamada ao local e está a investigar o caso, acrescentou.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal indicou que o alerta foi dado para o CDOS às 13:08, tendo sido mobilizados para o local bombeiros de Grândola, a viatura médica de emergência e reanimação (VMER) do Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém, e a GNR, apoiados por três veículos incluindo a VMER.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.