As identidades dos mortos só podem contudo ser divulgadas depois de concluídas todas as autópsias, precisou, adiantando que, dado o número de vítimas, isso pode levar quatro a cinco dias.

Todas as famílias foram contactadas e estão a receber apoio de técnicos especializados.

Vinte e duas pessoas morreram no atentado. A vítima mortal mais nova foi uma menina de 8 anos, Saffie Rose Roussos, segundo fonte oficial.

O atentado foi perpetrado na segunda-feira, às 22:33 locais (mesma hora em Lisboa), por Salman Abedi, um britânico de origem líbia de 22 anos, que se fez explodir junto a uma das saídas da Manchester Arena, onde estava a terminar um concerto da cantora ‘pop’ norte-americana Ariana Grande, a que assistiam muitas crianças e jovens.

Vinte e duas pessoas morreram, além do atacante, e 64 ficaram feridas, 20 das quais permaneciam hoje em “estado crítico”.

O atentado foi reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.