Trata-se de Moussa Oukabir, Saïd Aallaa e Mohamed Hychami, com 17, 18 e 24 anos, respetivamente, todos habitantes de Ripoll, no norte da região catalã, segundo a polícia.

Um quarto suspeito de ter perpetrado o atentado na estância balnear, Younès Abouyaaqoub, de 22 anos, continua em fuga.

Espanha foi alvo na quinta-feira e hoje de dois ataques terroristas, em Barcelona e em Cambrils, Tarragona, que fizeram no total 14 mortos e 135 feridos.

Uma portuguesa de 74 anos, residente em Lisboa, está entre as vítimas mortais do ataque em Barcelona, e uma jovem de 20 anos, que a acompanhava, está desaparecida.

O ataque de Barcelona, em que uma furgoneta avançou sobre a multidão nas Ramblas, grande avenida do centro da capital catalã, matando 13 pessoas, foi reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico.

Horas depois, de madrugada, cinco homens num automóvel atropelaram um grupo de pessoas em Cambrils, a cerca de 100 quilómetros de Barcelona, fazendo um morto e cinco feridos.

O porta-voz da polícia catalã anunciou que foram feitas quatro detenções, três marroquinos e um espanhol, nenhum deles com antecedentes ligados ao terrorismo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.