A intervenção envolve a reparação da cobertura e paredes e o restauro das componentes artísticas do seu interior, explicou hoje à agência Lusa o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Évora (SCME), Francisco Lopes Figueira.

"A cobertura, que era a parte mais crítica, está finalizada", disse, indicando que os trabalhos no exterior do edifício vão centrar-se, durante os próximos meses, nas paredes e nos elementos pétreos.

De acordo com o responsável, a intervenção ao nível da construção civil vai também abarcar o interior do edifício, nomeadamente "a reparação de alguns aspetos que estão degradados da abóbada da nave central".

Segundo Lopes Figueira, a conservação e restauro dos elementos artísticos do interior da igreja, que inclui os painéis azulejares e a talha dourada, entre outras peças, "iniciaram-se há cerca de três semanas".

"Começámos por fazer a retirada das telas de pintura que existiam e que vieram a revelar algo que já era conhecido, mas não do público em geral, que são os frescos que estavam por detrás das telas", contou.

De acordo com o provedor da SCME, as pinturas são "originais da construção da própria igreja no século XVI" e ilustram "as obras da misericórdia", mas foram "parcialmente tapadas".

"Os frescos nunca tinham estado expostos, mas, durante os próximos meses, vão estar e, eventualmente, voltarão a ser tapados com as telas na parte final" das obras, realçou.

O responsável avançou que, apesar de, provavelmente, voltarem a ficar "escondidas", as pinturas vão ter uma nota museológica sobre o que representam na igreja, com informação descritiva e fotográfica.

A Igreja da Misericórdia de Évora, que, apesar das obras, se encontra de portas abertas, situa-se no centro histórico da cidade e deverá atingir, até ao final deste ano, a marca dos 30 mil visitantes.

Envolvendo um investimento de cerca de 500 mil euros, com apoio de fundos comunitários, através do programa Alentejo 2020, as obras de conservação e restauro do imóvel devem estar concluídas no final do verão de 2018.

Propriedade da SCME, a Igreja da Misericórdia de Évora é uma edificação de meados do século XVI, cuja origem remonta a 1554, estando classificada como imóvel de interesse público desde 1983.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.