O Secretariado-Geral da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) divulgou novas orientações para a Visita Pascal, diz a Agência Ecclesia.

Assim, o tradicional "Compasso" volta às ruas, mas há cuidados a ter devido à pandemia que, "infelizmente, ainda permanece".

"O guia do grupo dirigirá uma breve oração com a família reunida, terminada a qual os membros desta são convidados a venerar a Cruz com uma vénia ou outro gesto que não implique contacto físico", é explicado. Assim, o habitual beijo ao crucifixo não se pode ainda verificar.

A CEP recorda ainda que é necessário o uso de máscara pelos membros do grupo paroquial designado para o anúncio pascal, dentro das casas e na via pública, no caso de serem verificados ajuntamentos.

Por sua vez, em cada casa, "a partilha de alimentos deve restringir-se aos membros da família e, por isso, só se fará após a partida dos visitadores; de facto, o comer em conjunto implica retirar a máscara aumentando, assim, o risco de eventuais contágios".

É ainda referido que se deve proceder à higienização das mãos “sempre que haja contacto físico com pessoas ou coisas”.

Contudo, as orientações podem ser adaptadas à realidade local por cada bispo diocesano.

A 28 de fevereiro, a CEP anunciou novas orientações para o culto e atividades pastorais, prevendo, entre outras medidas, a possibilidade de se realizar a tradicional Visita Pascal, suspensa desde 2020.

Em 2021, a CEP tinha mantido a suspensão de procissões e outras manifestações populares da Semana Santa e Páscoa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.