Os bombeiros chamados para o local precisaram de cerca de duas horas para controlar o fogo na infraestrutura, localizada no Bairro da Tijuca e que custou cerca de 38 milhões de euros.

O ministro brasileiro dos Desportos, Leonardo Picciani, já lamentou incidente, que não fez vítimas, mas recusou comentar o alcance dos danos provocados pelas chamas.

“Confiamos na investigação sobre as causas do incêndio e na punição dos eventuais envolvidos na destruição de um bem público, que serve a comunidade. Após a peritagem dos bombeiros, avaliaremos os danos e as medidas a adotar para a recuperação deste bem nacional”, escreveu Picciani em comunicado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.