Em comunicado, o município do distrito de Viana do Castelo adiantou que a ação de reflorestar vai decorrer em quatro freguesias, entre 2 e 6 de dezembro, nos lugares "fustigados" pelos incêndios de outubro de 2017.

Longos Vales, Merufe, Barbeita e Bela foram das freguesias mais atingidas pelos fogos em 2017. No total arderam mais de 3.550 hectares.

Em 2017, as chamas começaram já a noite do dia 14 de outubro tinha começado a cair. O fogo deflagrou nas freguesias de Longos Vales e Merufe. Quando chegou à aldeia de Bela saltou o rio Minho e atingiu a Galiza.

O incêndio foi dado como extinto no dia 16, mas deixou um rasto de destruição em várias das 24 freguesias de Monção, no distrito de Viana do Castelo.

Na nota hoje enviada à imprensa, a autarquia liderada pelo social-democrata António Barbosa explicou que a campanha de reflorestação está inserida no projeto Eco-Escolas.

A ação terá início na segunda-feira, com as crianças do pré-escolar, terminando na sexta-feira, com os alunos do primeiro e segundo ciclos do Colégio do Minho.

As "espécies arbóreas florestais a plantar são o carvalho alvarinho, o carvalho negral, o castanheiro, a cerejeira brava, a faia, o medronheiro, a nogueira, o sobreiro e o pinheiro bravo".

A iniciativa vai realizar-se ao abrigo do projeto "Terra de Esperança", cuja entidade promotora é a Associação Nacional de Empresas Florestais, Agrícolas e do Ambiente (ANEFA), tendo como parceiros a Fundação GALP e a Câmara Municipal de Monção.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.