De acordo com a diretora de comunicação da EDP Distribuição, Fernanda Bonifácio, são “muitos quilómetros ardidos” da linha da empresa.

Num balanço feito pela empresa à Lusa ao início da tarde, teriam já ardido 40 quilómetros de linha da EDP, mas cerca das 18:00 não era ainda possível atualizar este número.

“As condições no terreno são muito difíceis, o fogo continua a alastrar e ainda não conseguiram quantificar [os quilómetros de linha danificada]. A perceção que temos é de que o fogo está a alastrar em direção às povoações e este é um número que evolui”, afirmou a diretora de comunicação da EDP Distribuição.

A empresa adiantou que, das 17 localidades que ao início da tarde estavam sem energia elétrica, apenas cinco se mantêm nessa situação, tendo a energia sido reposta nas restantes 12 localidades.

“Temos conseguido fazer o trabalho na rede à medida que a Proteção Civil nos autoriza, são condições de trabalho muito difíceis, mas as intervenções têm sido bem-sucedidas”, disse à agência Lusa Fernanda Bonifácio.

Ainda em relação aos dez geradores que estão colocados em várias localidades da serra de Monchique, a empresa continua a aguardar que estejam reunidas “todas as condições de segurança” para poder ligar oito deles, estando ainda apenas dois em funcionamento.

O incêndio rural que lavra desde sexta-feira em Monchique afeta também os concelhos de Silves e Portimão, também no distrito de Faro, tendo destruído casas e muitas viaturas.

Há 29 feridos ligeiros e um ferido grave, com prognóstico favorável.

Segundo o Sistema de Emergência da União Europeia, nestes cinco dias arderam já 17 mil hectares.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.