"A Síndrome de Guillain-Barré (SGB) será incluída na informação da vacina como efeito indesejável muito raro da COVID-19 Vaccine Janssen através de uma advertência para alertar os profissionais de saúde e as pessoas vacinadas para a possibilidade de ocorrência deste acontecimento", pode ler-se em comunicado divulgado esta quinta-feira pelo Infarmed.

Esta síndrome "é uma doença neurológica rara originada por dano causado às células nervosas periféricas pelo sistema imunitário, podendo resultar em dor, dormência e fraqueza muscular ou, nos casos mais graves, progressão para paralisia. A maioria das pessoas recupera totalmente".

De acordo com o comunicado, o Comité de Avaliação do Risco em Farmacovigilância da Agência Europeia do Medicamento (EMA) "avaliou os dados disponíveis, incluindo os casos existentes na base de dados europeia de reações adversas a medicamentos (EudraVigilance) e informações da literatura científica".

Até ao momento, fora analisados 108 casos desta síndrome notificados em todo o mundo, até 30 de junho. Neste espaço temporal, "mais de 21 milhões de pessoas tinham já recebido esta vacina" e houve um caso "com desfecho fatal", o que leva a considerar como possível "a existência de uma relação causal entre a vacina Covid-19 Janssen e a síndrome de Guillain-Barré".

Feitas as contas, a notificação de casos tem sido "muito rara", mas "os profissionais de saúde devem estar alertados para sinais e sintomas da síndrome, considerando a gravidade desta doença, permitindo assim o seu diagnóstico precoce e a administração de cuidados de suporte ou tratamento".

Neste sentido, o Infarmed refere que "as pessoas vacinadas devem procurar atendimento médico imediato se desenvolverem sinais e sintomas", entre eles:

  • visão dupla ou dificuldade em mover os olhos;
  • dificuldade em engolir, falar ou mastigar;
  • problemas de coordenação e instabilidade;
  • dificuldade em andar;
  • sensação de “formigueiro” nas mãos e pés;
  • fraqueza nos membros, tórax ou face;
  • problemas com o controle da bexiga e função intestinal.

À semelhança da vacina da Janssen, também a da AstraZeneca inclui uma advertência sobre esta síndrome. Por sua vez, não foi encontrada nenhuma associação com as vacinas da Pfizer e Moderna.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.