Numa nota enviada à imprensa pelo executivo açoriano, que tutela o organismo, é referido que "100 alojamentos já foram, entretanto, devidamente registados ou cessaram a atividade".

Foram instaurados sete processos de contraordenação, noutros casos, e 70 alojamentos estão ainda em investigação.

"Neste âmbito de atuação, foram também fiscalizados cerca de 80 alojamentos locais registados, especialmente na tipologia de estabelecimento de hospedagem e 'hostel', para verificar se cumpriam com os requisitos da legislação vigente", é referido na nota.

A atividade da Inspeção Regional do Turismo nos últimos anos, nota o Governo dos Açores, "tem vindo a centrar-se não só na verificação do cumprimento da legislação vigente em matéria de turismo, mas também na promoção de uma cultura de prevenção, com o claro objetivo de diminuir a economia paralela, disciplinando e regulando o mercado e, consequentemente, assegurando a qualidade da oferta turística regional e a sua permanente valorização".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.