A chuva forte e a tempestade de vento atingem a Austrália poucas semanas após as graves inundações que assolaram cidades como Lismore, cerca de 600 quilómetros a norte de Sydney, onde os trabalhos de limpeza ainda estavam em curso.

As atuais ordens de evacuação preventiva foram determinadas para Lismore, bem como para Ballina e outras cidades da região dos Northern Rivers, adiantaram hoje as autoridades.

O Gabinete de Meteorologia advertiu que fortes chuvas na costa norte de Nova Gales do Sul poderiam desencadear “inundações potencialmente colocam vidas em risco”.

A atual tempestade está a afetar o norte de Nova Gales do Sul e o sul de Queensland, praticamente a mesma região atingida pelas inundações em finais de fevereiro e princípios de março, e que causaram 22 mortos.

O Painel Intergovernamental sobre Alterações Climáticas (IPCC) advertiu num relatório divulgado no início deste mês que a Austrália irá enfrentar “impactos significativos” e “mudanças irreversíveis” nos seus sistemas naturais devido à crise climática.

Há anos que os peritos advertem que a Austrália irá sofrer cada vez mais de calor extremo e incêndios florestais como resultado das alterações climáticas, bem como do aumento do nível da água, risco de inundações e acidificação dos oceanos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.