O novo balanço, que aponta para mais de 10.000 casos confirmados de pessoas infetadas no país, foi avançado pelo porta-voz do Ministério da Saúde, Kianoush Jahanpour, numa conferência de imprensa na televisão.

O Irão pediu um empréstimo de emergência no valor de cinco mil milhões de dólares (4.4 mil milhões de euros) ao Fundo Monetário Internacional (FMI) para combater o surto de Covid-19 no país.

O responsável do Banco Central do Irão, Abdolnasser Hemmati, indicou hoje que realizou o pedido na semana passada numa carta dirigida à diretora-geral do FMI, Kristalina Georgieva.

A organização internacional referiu estar pronta para apoiar os países através de um Instrumento Financeiro Rápido.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou a doença Covid-19 como pandemia.

A OMS justifica a declaração de pandemia com “níveis alarmantes de propagação e de inação”.

A pandemia de Covid-19 foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.500 mortos em todo o mundo.

O número de infetados ultrapassou as 124 mil pessoas, com casos registados em 120 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 59 casos confirmados.

A China registou nas últimas 24 horas 15 novos casos de infeção pelo Covid-19, o número mais baixo desde que iniciou a contagem diária, em janeiro.

Até à meia-noite de quarta-feira (16:00 horas em Lisboa), o número de mortos na China continental, que exclui Macau e Hong Kong, subiu em 11, para 3.169. No total, o país soma 80.793 infetados.

Face ao avanço da pandemia, vários países têm adotado medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena inicialmente decretado pela China na zona do surto.

A Itália é o caso mais grave depois da China, com mais de 12.000 infetados e pelo menos 827 mortos, o que levou o Governo a decretar a quarentena em todo o país.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.