Inicialmente, o Instituto Universitário de Lisboa tinha arrendado 12 salas nas instalações da Feira Internacional de Lisboa (FIL), que deveriam começar a ser utilizadas a partir de segunda-feira para a realização dos exames presenciais.

No entanto, o Iscte optou por voltar atrás na decisão, depois de concluir que seria possível receber os estudantes no ‘campus’, cumprindo todas as regras de segurança, explicou a instituição à Lusa.

Na página do Iscte, a informação sobre a realização das provas finais também já foi atualizada: “A cada sala que estava prevista para a FIL corresponderá agora uma nova sala no Iscte, de capacidade igual ou superior”, lê-se no ‘site’.

 Ao contrário da maioria das instituições de ensino superior, que estão a privilegiar uma época de exames à distância, o Iscte já retomou as provas presenciais, como noticiado hoje pela Lusa.

A 1.ª época de exames está a decorrer de forma mista e os coordenadores de cada disciplina podem decidir pelo modelo 'online' ou por provas presenciais, que se têm realizado na ampla sala de estudo do 'campus', mas a 2.ª fase será integralmente presencial.

"A opção pela modalidade de avaliação presencial na 2.ª época e na época especial justifica-se pela necessidade de garantir um momento que ofereça a todos os estudantes uma oportunidade de avaliação em igualdade de condições", justificou a instituição.

À luz do contexto atual de pandemia da covid-19, os exames presenciais no Iscte realizam-se este ano de forma diferente, sob regras apertadas, que preveem, por exemplo, o uso obrigatório de máscaras e a definição de lugares marcados, para assegurar o distanciamento.

Após terminar a prova, continua a instituição, os alunos devem abandonar as instalações do Iscte, conforme as orientações.

Portugal contabiliza pelo menos 1.369 mortos associados à covid-19 em 31.596 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado na quinta-feira.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.