“Aviões e helicópteros atingiram vários alvos terroristas do Hamas na Faixa de Gaza. Entre os alvos estavam postos militares”, informaram as autoridades em comunicado.

Uma granada de morteiro disparada da Faixa de Gaza para o território israelita foi intercetada pelo sistema de defesa, informou o exército na quarta-feira à noite.

O disparo levou a que o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, em campanha nas eleições primárias de seu partido, fosse retirado de um comício eleitoral em Ashkelon.

Israel considera o movimento islâmico Hamas responsável por todos os disparos para o seu território, embora o Estado hebreu também tenha como alvo outros movimentos armados palestinianos na zona.

Desde 2008, Israel travou três guerras contra o Hamas e grupos armados aliados em Gaza, onde dois milhões de palestinianos vivem em pobreza e sob um bloqueio israelita imposto há mais de 10 anos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.