Um ataque esta noite em Istambul numa discoteca, no distrito de Ortakoy, fez pelo menos 35 vítimas mortais e 40 feridos. O primeiro balanço foi avançado pelo governador da cidade. O ataque ocorreu às 01h30 (hora local), de sexta-feira, 1 de janeiro, no clube Reina.

"Infelizmente, pelo menos 35 dos nossos cidadãos perderam as suas vidas. Um era polícia. Quarenta pessoas estão a ser atendidas nos hospitais", disse aos jornalistas Vasip Sahin, no local onde fica a discoteca, na margem europeia do estreito de Bósforo, descrevendo o ocorrido como um "ataque terrorista".

Os primeiros relatos davam conta de dois atacantes, mas o governador fez referência a apenas um indivíduo.

No exterior do clube noturno, segundo a CNN, estão várias ambulâncias e carros da polícia.

Segundo a imprensa internacional, estavam neste clube noturno centenas de pessoas, tendo algumas destas saltado em pânico para Bósforo na sequência do ataque. Segundo a AFP, estão a ser mobilizados esforços para resgatar essas pessoas.

Istambul já estava em alerta na sequência dos vários ataques levados a cabo este ano na Turquia. Segundo a imprensa internacional, estavam destacados 17 mil polícias na cidade.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.