Sob o signo da pandemia de covid-19, os trabalhos da convenção decorrerão de maneira virtual, em Milwaukee, no Estado do Wisconsin, culminando quinta-feira com o discurso de aceitação de Biden, ex-vice-Presidente de Barack Obama, como concorrente de peso contra a reeleição de Donald Trump.

As figuras gradas do Partido Democrata não vão viajar para Milwaukee. Apenas os delegados democratas naquela cidade discursarão no local. Todos os outros discursos, incluindo os de Michelle e Barack Obama, Hillary e Bill Clinton, bem como os de Joe Biden e Kamala Harris serão transmitidos ‘online’.

As convenções têm um papel fundamental na política americana. Além de representarem o arranque final do ciclo eleitoral presidencial, que culmina com a eleição a 03 de novembro, têm três funções principais no processo político.

Primeiro, são a ocasião de aceitação formal dos candidatos a Presidente e vice, por cada partido.

Com esta nomeação, começa de imediato a intensa campanha de galvanizar o eleitorado em torno de cada agenda política.

Segundo, possibilitam a interação sociopolítica entre milhares de delegados e eleitos dos cinquenta estados. Só delegados são 4.750 na convenção democrata.

Em terceiro lugar, discutem e adotam a plataforma do partido, um conjunto de princípios e objetivos para as atividades políticas nos quatro anos de mandato presidencial.

Os Republicanos realizarão a sua convenção entre os dias 24 e 27 deste mês em Jacksonville, no Estado da Florida, onde Trump e o seu vice, Mike Pence, serão igualmente formalmente designados candidatos à reeleição.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.