Uma rapariga com cerca de 20 anos foi encontrada por volta das 7:00 desta quarta-feira junto ao recinto da Queima das Fitas do Porto, ao lado do Parque da Cidade, disse à agência Lusa o Comando Metropolitano da PSP do Porto.

Segundo a mesma fonte, a rapariga está a ser examinada no hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, para se averiguar a possibilidade de ter sido violada. Ao 'Jornal de Notícias', fonte da Polícia Judiciária, que entretanto ficou com a investigação, descarta a hipótese de crime sexual.

Contactada pelo SAPO24, a Federação Académica do Porto (FAP), responsável pela organização do evento, diz por escrito que a direção "teve conhecimento através da comunicação social do sucedido”, estando agora “a tentar apurar os factos com a Polícia e a segurança privada”, responsáveis pela segurança no evento.

Sublinha, porém, ter a certeza de que “qualquer possível violação, não ocorreu dentro do Queimódromo”. A FAP sustenta ainda que "a pessoa em questão foi encontrada nos arredores do Queimódromo e não dentro do recinto. Não sabemos ainda sequer se esteve no Queimódromo na noite passada, ou não".

“Vamos tentar apurar os factos e caso as notícias sejam verdadeiras, cooperar com as autoridades para que tenha o devido encaminhamento, e para que os responsáveis possam ser encontrados e devidamente punidos por estes atos”, diz Maria Maia, responsável pela comunicação da FAP.

“A FAP é completamente contra este tipo de ações. Tomamos todas as posições possíveis para garantir a dignidade, conforto e segurança de todos. Apelamos sempre ao respeito da integridade física, mental e moral de qualquer um que se encontre a usufruir do que lhe é proporcionado na Queima das Fitas do Porto.”

Exemplo disso foi a criação, este ano, do Ponto Lilás, “uma iniciativa que prevê ações de prevenção de comportamentos de risco e ações de sensibilização para uma maior responsabilidade social”. Ação “pioneira”, diz a mesma fonte, “precisamente pela posição da FAP contra qualquer tipo de assédio ou violência sexual.”

Esta terça-feira, milhares de estudantes do Ensino Superior desceram as ruas da Baixa do Porto para o tradicional Cortejo da Queima das Fitas, o ponto alto das celebrações de fim de ano na cidade. O Queimódromo é o espaço aberto, com cerca de 45 mil metros quadrados, que acolhe os festejos noturnos da Queima das Fitas do Porto, situando-se junto à Estrada Interior da Circunvalação e ao Parque da Cidade.

*Com Lusa

(Artigo atualizado às 18:35)

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.