O procurador-geral do estado de Nova Iorque pediu esta segunda-feira que a Fundação Trump, do candidato republicano à presidência Donald Trump, deixe de recolher donativos em Nova Iorque enquanto não cumprir com as leis tributárias daquele estado.

Na carta enviada na sexta, assinada pelo procurador-geral Eric Schneiderman, e difundida pelos meios de comunicação social esta segunda, é dito que a fundação nunca esteve registada como instituição de caridade e que nunca não entregou as declarações financeiras e resultados de auditorias, obrigatórias para que se possa manter em funções.

A Fundação Trump "deve imediatamente parar de pedir contribuições ou de se comprometer na angariação de fundos" no estado de Nova Iorque, e tem 15 dias para entregar os documentos requeridos, pode ler-se na carta.

"Não interromper imediatamente os pedidos de doações será considerado uma continuação da fraude contra o povo do estado de Nova Iorque", advertiu.

A Fundação Trump está sob uma lupa há várias semanas. O jornal The Washington Post indicou no mês passado que Trump utilizou 250 mil dólares da sua fundação para pagar multas resultantes de processos judiciais, o que viola as leis fiscais.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.