A notícia é avançada pela agência de notícias da Coreia do Norte, a KCNA. É a primeira aparição em público de Kim Jong-un em 20 dias.

O líder norte-coreano terá participado numa cerimónia de inauguração de uma fábrica de fertilizantes, de acordo com a BBC.

Segundo a emissora britânica, a KCNA não revelou fotografias do evento, mas indicou que "todos os participantes gritaram urra" quando apareceu. Assim, esta notícia vem ao encontro daquilo que Seul já tinha adiantado: "Kim Jong-un está vivo e bem".

Os rumores sobre o estado de saúde de Kim Jong-un foram crescendo desde a sua ausência nas celebrações, em 15 de abril, dia do aniversário de seu avô, Kim Il Sung, fundador da Coreia do Norte, o dia mais importante do calendário político do país.

O jornal NK, um veículo online administrado sobretudo por críticos da Coreia do Norte, noticiou que Kim Jong-un estaria a recuperar de uma cirurgia cardiovascular realizada no início do mês.

Citando uma fonte não identificada dentro do país, o artigo dizia que Kim Jong-un, que tem por volta de 35 anos, teria precisado de se submeter à operação por fadiga, obesidade e tabagismo.

Pouco depois, a CNN reportou que Washington estava "a monitorizar informações dos serviços de inteligência" segundo as quais Kim Jong-un estaria em "grave perigo" depois da cirurgia, atribuindo as declarações a uma fonte oficial americana que teria pedido para se manter anónima.

Kim Jong-un não fazia aparições públicas desde que presidiu um encontro do politburo do Partido dos Trabalhadores, em 11 de abril, e no dia seguinte a imprensa estatal divulgou que teria inspecionado caças-bombardeiros numa unidade de defesa aérea.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.