“As pessoas não querem ouvir tricas nem trocas entre os partidos ou até mesmo das questões da vida interna dos partidos”, mas sim de “soluções e respostas para o país”, defendeu a porta-voz do Pessoas-Animais-Natureza (PAN).

À margem de uma visita a um ‘skatepark’ em São João do Estoril, no concelho de Cascais, distrito de Lisboa, Inês Sousa Real foi questionada pelos jornalistas sobre as ausências na campanha do antigo porta-voz do PAN, André Silva, e dos fundadores do partido.

“Todos os filiados estão convocados para estar presentes nas ações de campanha”, voltou a afirmar a também deputada, salientando que a “preocupação” do PAN nesta campanha eleitoral foi estar “em proximidade com a população”.

Inês Sousa Real realçou que o PAN tem “pessoas que foram muito importantes para a vida do partido e que deram um contributo mais do que relevante”, sublinhando que “a porta está sempre aberta”, assim como “o reconhecimento para aquilo que foi o seu papel”.

A ausência de figuras do partido na campanha eleitoral “é uma não questão para o PAN” e o motivo para o aparente afastamento do partido “só pode ser respondido pelos próprios e não nos cabe a nós estar a fazer especulações”, vincou.

A porta-voz do PAN assinalou ainda que o partido optou por fazer uma campanha em “respeito pelas regras sanitárias”, devido à pandemia de covid-19, indicando que o partido preferiu “evitar as arruadas e as grandes concentrações”.

“Seria uma irresponsabilidade da parte do PAN que estivéssemos a fazer campanha como se nada se passasse e não houvesse uma pandemia e estamos a ter todos os cuidados e a privilegiar o contacto direto com as populações”, acrescentou.

Inês Sousa Real posiciona-se ao centro no 'skate' e na política para não cair

A visita ao 'skatepark' resultou numa ‘mini-aula’ de ‘skate’, ministrada por Maria Roque, de 21 anos. “Tem jeito. Um bocadinho a atrás, a vir ali ao centro um bocadinho mais”, elogiou a ‘professora’, garantindo que, com mais “algumas aulas”, Inês Sousa Real já ia “fluir no ‘skatepark’, apanhar o jeito e gostar”.

Foi a ‘deixa’ para os jornalistas perguntarem à porta-voz do partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) se o importante é estar ao centro, com Inês Sousa Real a responder: “Ao centro e à frente, porque somos progressistas”, afirmou.

Maria Roque afiançou ainda que o “importante no ‘skate’ não é ir lá”, mas sim aprender-se “a gostar e a estar com os outros”, tendo a líder do PAN concordado.

“É importante, acima de tudo, estar com os outros e dialogarmos, porque sem diálogo não se vai a lado nenhum”, sublinhou Inês Sousa Real.

A também deputada confessou que “nunca tinha praticado” esta modalidade, recordando que o fez “só na brincadeira” com o seus irmãos.

“Sem dúvida que vale a pena experimentar e também, acima de, tudo por vivermos esta comunidade local, o que é maravilhoso”, acrescentou.

Nesta visita ao ‘skatepark’ do Parque das Gerações, Inês Sousa Real ouviu elementos de um movimento cívico que luta pela manutenção do espaço e contra um projeto que prevê a sua destruição para construção de uma estrada.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.