O discurso de Joaquin Phoenix marcou a noite dos Óscares, pelo seu caráter ativista. Contudo, o ator não se ficou pelas palavras. Apenas dois dias depois da sua vitória pelo papel de "Joker", resgatou uma vaca e um bezerro de um matadouro, conta o The Guardian.

Um vídeo partilhado pela Farm Sanctuary, uma reserva animal na Califórnia, mostra Joaquin Phoenix a resgatar Liberty, a vaca, e Indigo, o bezerro.

O ator visitou o matadouroManning Beef, acompanhado pelo diretor Anthony DiMaria. Os dois são filmados a discutir sobre os animais no local: se estão a ser "assassinados" ou "criados".

No momento em que o diretor do matadouro explica que os animais "morrem em menos de 60 segundos", Phoenix responde que "não é necessário qualquer conhecimento em ciência para perceber como os animais respondem à dor. Basta ouvi-los".

Anthony DiMaria defendeu ainda que nenhum animal nas instalações é separado ou isolado da mãe. E é neste momento que Joaquin Phoenix pede para levar do local uma vaca e um bezerro, para que não sofram. O pedido é concedido e os animais são colocados numa carrinha da Farm Sanctuary. Mais tarde, os animais são filmados a pastar ao ar livre.

O jornal britânico cita o ator, depois do resgate e da conversa com o dono do matadouro. "Nunca pensei que ia encontrar amizade num matadouro, mas conhecendo o Anthony e abrindo o meu coração, percebi que podemos ter mais coisas em comum do que diferenças. Sem este ato de bondade, Liberty e o seu bebé, Indigo, tinham encontrado um terrível fim", referiu.

Phoenix falou ainda no destino dos animais. "Liberty e Indigo nunca vão experimentar crueldade ou o toque de uma mão áspera. A minha esperança é que, ao assistirmos ao bebé Indigo a crescer com a sua mãe, Liberty, no Farm Sanctuary, nos lembremos que as amizades podem surgir nos lugares mais inesperados e que não importa as nossas diferenças — bondade e compaixão devem dominar tudo à nossa volta", rematou.

Joaquin Phoenix recebeu o Óscar de melhor ator, pelo desempenho em "Joker", na 92.ª edição dos prémios da Academia das Artes e Ciências Cinematográficas, em Hollywood.

Antonio Banderas, por "Dor e Glória", Joaquin Phoenix, por "Joker", Leonardo DiCaprio, por "Era Uma Vez em... Hollywood", Adam Driver, por "Marriage Story", e Jonathan Pryce, por "Dois Papas", eram os outros candidatos nesta categoria.

A 92.ª edição dos prémios da Academia das Artes e Ciências Cinematográficas, dos Estados Unidos, decorreu no Dolby Theatre, em Los Angeles, a 9 de fevereiro.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.