Segundo os resultados preliminares da atividade da Unidade Móvel de Rastreios (UMR) – Saúde + Perto, hoje apresentados pela Liga, entre 17 de outubro de 2017 e 16 do mesmo mês deste ano, do total de 1.802 utentes que recorreram (1.209 rastreios e 593 aconselhamentos informativos), a maioria foram homens (1.071 – 59,4%), seguidos por 722 mulheres (40,1%) e nove transexuais (0,5%).

Realizaram testes rápidos de deteção ao VIH 1.203 utentes, sendo que 1.173 destes pediram também rastreio a pelo menos uma outra Infeção Sexualmente Transmissível (IST).

Trinta e cinco pessoas pediram testes apenas ao VIH, enquanto 1.168 fizeram-no ao VIH e a outras IST e seis somente às Infeções Sexualmente Transmissíveis e não ao VIH.

Dos 1.209 rastreios às IST, a Liga explica que 214 “não levantaram ainda os seus resultados”, “melhor do que o ano anterior, relativamente ao ‘follow up’ realizado pela equipa técnica da ‘Saude + Perto’, em que 995 utentes (82%) levantaram os seus resultados

Foram distribuídos cerca de 25.000 materiais informativos e preventivos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.