Em conferência de imprensa na sede do partido, o porta-voz do Livre, Pedro Mendonça, anunciou que a partir de hoje iniciar-se-á um debate interno para alterar "métodos de escolha de candidatos", ressalvando que o método de primárias "é ideológico" e que se vai manter.

"As primárias abertas do Livre são ideológicas, não vamos prescindir delas, no entanto sabemos que também podem ser melhoradas. E é esse processo que vamos começar a fazer. Não significa que umas melhores primárias não dessem a eleição de Joacine Katar Moreira", declarou.

Questionado pela Lusa, fonte da direção adiantou que as alterações a introduzir poderão ou não ter de ser aprovadas em congresso estatutário que, a realizar-se, será antes das autárquicas de 2021.

O método de eleições primárias - qualquer pessoa pode inscrever-se para votar em candidatos a candidatos do Livre - "pode ser melhorado" mas o princípio é para manter, disse.

A retirada de confiança política à deputada única do Livre, Joacine Katar Moreira, foi aprovada com 83% de votos favoráveis - 34 a favor e sete contra - , numa reunião da Assembleia do partido que terminou de madrugada.

Segundo Pedro Mendonça, "as divergências que levaram ao divórcio e rutura não são de todo pessoais, são políticas", afirmando que Joacine Katar Moreira "não aceitou" que as decisões fossem tomadas coletivamente ou "o mínimo conselho dos seus camaradas".

O porta-voz esclareceu que o Livre não irá pedir a Joacine Katar Moreira que renuncie ao mandato e que se a deputada o fizer será por sua vontade.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.