A polícia inglesa tornou público há minutos que algumas pessoas ficaram feridas quando oito polícias dispararam 50 balas para atingir os três atacantes num momento em que ainda pensavam que eles vestiam coletes suicidas. O que pareciam ser coletes com explosivos acabou por se revelar apenas material falso para assustar, mas durante o tiroteio a polícia não sabia que era assim.

O comissário-adjunto Mark Rowley fez uma declaração pública a relatar o que aconteceu em que também admitiu que a polícia está a fazer "bons progressos" na investigação à identidade dos atacantes.

Novas buscas policias

A operação policial em busca de suspeitos relacionados com os ataques da noite de ontem em Londres continua. A BBC avança com a informação que as buscas decorrem agora em East Ham, com uma forte presença armada a cerca de uma milha de distância de Barking Road, o local de Londres onde teve lugar a primeira investida das forças policiais. De acordo com a BBC, a Scotland Yard não confirmou ainda qual a relação entre as duas operações.

Segundo testemunhas citadas pela BBC, duas pessoas terão sido presas nestas buscas por voltas das 14h deste domingo. As duas pessoas terão sido levadas de uma casa situada por cima de uma loja em East Ham.

Malik Rouf, um dos residentes no bairro, relatou à BBC que um dos homens detidos teria saltado da janela do primeiro andar antes de ser levado pela polícia. Outra testemunha, Shimma Ali, disse ter ouvido uma mulher a gritar e 20 polícias armados e um atirador do lado oposto da rua. A polícia fez um cordão de segurança em redor da casa alvo das buscas que ficou policiada depois das alegadas detenções.

Notícia atualizada às 18h20. 

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.